Unidade Campinas: (19) 2515-3600 | Unidade Vinhedo: (19) 3876-1494 | Unidade Sorocaba: (15) 3357-6329

Oftalmologia Veterinária

Apesar de faro e audição aguçados, cães e gatos também dependem de sua visão no seu dia-a-dia. É por isto que cuidar bem dos olhos do seu pet é também garantir a ele qualidade de vida.

Na VESP Especialidades Veterinárias temos atendimento oftalmológico especializado para cães e gatos.

Aqui você vai saber mais sobre:

barra vesp

Serviços

Avaliação oftalmológica

Realizamos avaliação oftálmica completa, buscando levantar todas as informações necessárias sobre o paciente. O diagnóstico será dado a partir dos sintomas apresentados, da descrição dada pelo proprietário do cão ou gato, dos dados do encaminhamento feito pelo clínico veterinário do paciente e a partir dos exames, que serão realizados de acordo com cada caso.

Exames que podem ser realizados:

  • Teste Schirmer
  • Teste Fluoresceina e Lissamina Verde
  • Tonometria
  • Lampada de Fenda
  • Oftalmoscopia directa e indireta

Dependendo da suspeita e/ou diagnóstico, poderão ser solicitados os exames: ultrassonografia ocular e a eletrorretinografia, também realizados na VESP‏ e descritos abaixo.

 

Tonometria oftalmologia veterinária exame campinas vinhedo sorocabaTonometria

Exame em que se mede a pressão interna do globo ocular. Fundamental para o diagnóstico e acompanhamento do paciente com glaucoma.

 

Ultrassonografia ocular

ultrassom ocular cães gatos renata squarzoni oftalmologia veterinária

É um método de exame indolor que converte as ondas sonoras de alta frequência emitida pelo aparelho em imagem para avaliação de estruturas e alterações no globo e na órbita.
Através do ultrassom ocular detectamos se há descolamento da retina e outras alterações, como hemorragias ou inflamações, que podem estar prejudicando a visão do paciente ou podem vir a atrapalhar o resultado de determinados procedimento cirúrgicos, como a facoemulsificação.

eletrorretinografia cães gatos cachorro oftalmologia vetrinária exames Ricardo Lisak

Eletrorretinografia

É um exame que determina se a retina está funcionando adequadamente. Isso é importante, pois existem doenças em que a retina simplesmente pára de funcionar, mesmo quando não está descolada (por exemplo, a atrofia de retina).

*** Saiba mais sobre este exame no artigo: Qual a importância de realizar eletrorretinografia em cães da raça Poodle?

 

Biomicroscopia com lâmpada de fenda oftalmologia veterinária

Biomicroscopia com lâmpada de fenda

É o exame do olho com o auxílio do biomicroscópio. Nele uma fonte de luz de alta intensidade (que pode ser focada para brilhar como uma fenda) é usada em conjunto com um microscópio. A lâmpada facilita uma examinação das estruturas frontais do olho, que incluem a pálpebra, esclera, conjuntiva, íris, cristalino e córnea. É parte integrante do exame de rotina e permite a inspeção das estruturas do segmento anterior com excelente aumento e iluminação adequada.

 

 

Facoemulsificação com implantação de lente intraocular (cirurgia de catarata)

Técnica mais moderna (a mesma técnica utilizada em seres humanos), que veio revolucionar a cirurgia de catarata em cães. Nesta técnica, uma caneta de ultrassom (não é LASER, como muitas pessoas pensam), entra no olho e, literalmente, “come” o cristalino. A incisão, ou abertura cirúrgica é bem menor, cerca de 3,2 milímetros, portanto a inflamação que ocorre no pós-operatório é muito menor e a recuperação é muito mais rápida. A visão, após a cirurgia, também melhorou muito, com o uso das lentes intra-oculares.

***Mais sobre a facoemulsificação no artigo: Perguntas frequentes sobre Cirurgia de Catarata (Facoemulsificação)

 

 

Cirurgias extraoculares e microcirurgias

Cirurgias extraoculares

  • Cirurgia dos anexos (correção palpebral, protusão da glândula da terceira pálpebra)
  • Cirurgia corneal (laceração corneal, ulceras profundas, sequestro corneal felino)
  • Laser glaucoma

Cirurgias Intraoculares

  • Facoemulsificação com implante de lente intraocular (cirurgia de catarata)
  • Facectomia intracapsular (luxação anterior de cristalino)
  • Prótese ocular

 

 

Ciclofotocoagulação a LASER (glaucoma)

A ciclofotocoagulação a laser é um procedimento ciclodestrutivo, normalmente reservada para Glaucomas Refratários, também conhecidos como Glaucomas Difíceis, que se caracterizam por grande resistência à redução da pressão intraocular (PIO), tanto com tratamento clínico tradicional como cirúrgico.

 

 

 

Agende uma consultaEncaminhe um paciente
barra vesp

Principais doenças oculares

Ceratite

Quando há uma inflamação na córnea, por trauma, mau posicionamento dos cílios ou fragilidade ocular.

Cerato-conjuntivite Seca (olho seco)

A Ceratoconjuntivite Seca (KCS), também conhecida como olho seco, é uma das principais causas de olho vermelho nos cães. Ela ocorre quando há a diminuição ou ausência da produção da lágrima e, como consequência, a córnea e a conjuntiva ocular ressecam e inflamam.
***Mais sobre a ceratoconjuntivite seca no artigo: Cerato-conjuntivite Seca: por que os olhos do meu cão estão vermelhos?

Catarata

A catarata é a opacidade do cristalino, lente que fica dentro do olho. Essa lente deve ser transparente, mas, por algum motivo (genético, senil, diabetes, traumático), torna-se esbranquiçada, o que impede a passagem de luz para dentro do olho e dificulta a visão.
A catarata é muito comum nas raças Poodle, Cocker Spaniel Inglês, Schnauzer Miniatura e Golden Retriever, mas também pode ocorrer em qualquer outra raça. As causas mais comuns são a senil (após 9 ou 10 anos de idade) e a hereditária (a partir dos 2 anos).

***Saiba mais sobre a facoemulsificação (cirurgia de catarata) nos artigos:

Cirurgia de catarata em cães

Perguntas frequentes sobre Cirurgia de Catarata (Facoemulsificação)

Glaucoma

O glaucoma se caracteriza pela elevação da pressão intraocula, o que aos poucos vai causando a morte das células do nervo óptico e, consequentemente, levando à cegueira. Surge, normalmente, somente a partir dos 4 ou 5 anos de idade do cão. Com o diagnóstico precoce, pode-se aliviar a pressão intraocular com a aplicação intravenosa de diuréticos e uso de colírios hipotensores.

Uveíte

A uveíte é a inflamação da úvea, que é constituída pelo conjunto da íris, membrana coróide e pelos processos ciliares. Pode ser causada por diversos fatores, entre eles, infecções e traumas.

Agende uma consultaEncaminhe um paciente

barra vesp

Curiosidades

como é a visão do cachorro e do gato como enxergam cães e gatosComo é a visão do cão e do gato?

Uma boa forma de entendermos melhor como funciona a visão de cães e gatos é comparando-as à nossa.

 

 

Campo de visão dos humanos, gatos e cães

O campo de visão de humanos é menor do que o de vários animais. Isto porque humanos são predadores e, portanto, possuem olhos posicionados frontalmente. Para caçar precisam de acuidade visual, foco, cálculo preciso de distâncias, ao contrário das presas, que precisam de um campo de visão mais amplo para saber se há algum predador se aproximando.

Neste caso, o mesmo conceito aplicado para os humanos vale para os gatos, por exemplo. Eles possuem um campo de visão bem próximo do nosso. Já os cães, apesar de também serem predadores, possuem um campo de visão um pouco maior, isto porque, possuem olhos mais laterais que os nossos. Conseguem, então, ver uma área mais ampla, tanto para localizar presas como eventuais predadores.

Lembre-se que, quando falamos em campo de visão, não estamos nos referindo à qualidade da formação das imagens, mas unicamente da área que pode ser visualizada ao seu entorno.

Comparando campos de visão de cães e gatos

Comparando campos de visão

Humanos: 180°
Cavalos: 305°
Cães: 250°
Gatos: 200°

 

 

Gráfico de snellenAcuidade visual

Acuidade visual é a capacidade de perceber detalhes. É medida em ciclos por grau (CPD – cycles per degree), que significa o quanto um olho consegue diferenciar um objeto de outro em termos de ângulos visuais. Em humanos, a forma mais comum de se identificar a acuidade visual é através do teste de Snellen.

Comparando a acuidade de visão

Humanos: 30 ciclos por grau
Cavalos: 18 ciclos por grau
Cães: 12 ciclos por grau
Gatos: 6 ciclos por grau

comparando acuidade visual de cães gatos e humanosOu seja, se um humano pode enxergar um objeto nitidamente a 30 metros, um cavalo o enxergará a 18 metros, um cão poderá vê-lo nitidamente a 12 metros e um gato a cerca de 6 metros.

Cães e gatos enxergam no escuro?

Os cães e os gatos que temos hoje como animais de estimação possuem, na verdade, hábitos noturnos (são predadores, lembra?!). Portanto, suas retinas tem uma quantidade maior de bastonetes (células da retina que detectam os níveis de luminosidade), que de cones (células do olho dos animais que tem a capacidade de reconhecer as cores). Além disto, suas pupilas são maiores para maior entrada de luz. Assim, ao penetrar em seus olhos, a luz é refletida e amplificada até 130 vezes mais que nos humanos.

300px-Auge_Hund_Diagramm_engl

Cães e gatos enxergam cores?

Cães e gatos enxergam cores, sim, mas enxergam-nas como humanos daltônicos que não conseguem distinguir a cor vermelha.
Os seres humanos normalmente apresentam três tipos de cones: verde, vermelho e azul (visão tricomática).
Já cães e gatos possuem visão bicromática. Eles possuem apenas os cones verde e azul, os cones vermelhos são ausentes.

color_vision_cores

oculos

Cães e gatos não enxergam muito bem de perto

A capacidade de acomodação do cristalino (lente que faz o foco) de cães jovens é de 1 a 2 dioptrias, enquanto que em pessoas jovens normais é de 10 dioptrias. Portanto, os cães enxergam para perto semelhante a uma pessoa de 60 anos sem óculos!

Distância mínima para foco:
Cães: 2-3D (50 to 33 cm)
Gatos: 4D (25 cm)
Crianças: 14D (7cm).

Será que meu cão tem alguma doença ocular?

cachorro-de-oculosFique atento para estes sinais!

Se seu cão ou gato está:
– Com os olhos irritados, vermelhos, opacos ou azulados
– Com excesso de secreção ou lacrimejamento
– Piscando muito ou ficando com o olho fechado
– Coçando os olhos
– Com as pupilas dilatadas que não diminuem na luz
– Trombando em objetos

Converse com seu veterinário e verifique se não é hora de buscar atendimento especializado.

 

 

 

 

Agende uma consultaEncaminhe um paciente

barra vesp

Responsáveis pelo atendimento

barra vesp

Artigos sobre Oftalmologia Veterinária

Glaucoma: porque o olho do meu pet está vermelho?

Como falamos no artigo anterior, olho vermelho é uma queixa muito comum entre os proprietários de pets (cães e gatos) e não pode ser ignorado. Outra das principais causas do olho vermelho é o Glaucoma. Anteriormente descrito como elevação da...

Cirurgia de catarata em cães

Quem tem um cão com catarata, com certeza já ouviu alguém (amigo, parente ou, até mesmo, médico veterinário) dizer que o animal já está muito velho para operar, que não vai aguentar a anestesia, que a cirurgia não funciona e que não vale a pena. Muitos, infelizmente,...

Conheça nossas especialidades: