Unidade Campinas: (19) 2515-3600 | Unidade Vinhedo: (19) 3876-1494 | Unidade Sorocaba: (15) 3357-6329

Dermatologia Veterinária

A Dermatologia Veterinária é a especialidade que estuda e trata as doenças de pele e orelha dos animais domésticos. Diversas são as doenças de pele que afetam os animais e, apesar de suas diferentes causas, as doenças de pele podem se apresentar de forma bastante semelhante, conferindo certa complexidade no estabelecimento do diagnóstico e do tratamento apropriado.

Na VESP Especialidades Veterinárias temos atendimento dermatológico especializado para cães e gatos.

Aqui você vai saber mais sobre:

 

barra vesp

Serviços

Consultas especializadas em dermatologia e otologia

Atendimento clínico especializado e atualizado, focado no constante aprimoramento profissional. Os agendamentos das consultas são realizados com dia e hora marcada.

 

Agende uma consulta

 

Otoscopia e Lavagem Otológica

A otoscopia é o exame da orelha externa e da membrana timpânica do paciente. O exame é realizado com aparelho específico para cães e gatos, pois estes possuem uma curvatura na transição do conduto vertical e horizontal da orelha externa, diferente da orelha dos humanos. No otoscópio veterinário, portanto, a estrutura que penetra no conduto auditivo (o espéculo) tem um tamanho diferenciado, adequado para anatomia de cães e gatos.

A lavagem otológica é indicada para pacientes que apresentam otites crônicas e recidivantes de difícil tratamento, como as otites purulentas. O animal deve ser anestesiado para o procedimento, para evitar incomodo, dores e lesões provenientes de sua movimentação.

 

Lâmpada de Wood

A inspeção com lâmpada de Wood é realizada durante a consulta clínica e permite identificar a presença de alguns tipos de fungo no pelo e pelame do paciente.

 

Exame Parasitológico de raspado cutâneo (raspado de pele)

Neste exame é realizada a análise microscópica do material colhido por meio de raspagem da pele do paciente. Pode ser superficial ou profunda, dependendo do objetivo do exame. É utilizado especialmente para pesquisa de ácaros causadores de sarnas e pesquisa de fungos dermatófitos.

 

Citologia cutânea

Este exame consiste na análise do material celular das lesões cutâneas, colhido através de várias técnicas dependendo do tipo de lesão que o animal apresenta. Ele permite distinguir lesões neoplásicas de não neoplásicas, avaliar a presença e características do infiltrado inflamatório, avaliar a presença de microorganismos como leveduras, bactérias e parasitas e ainda identificar tipos celulares característicos de certas doenças específicas.

 

Citologia e Parasitológico otológico

Exame que consiste na análise do material celular colhido por imprint. Normalmente utilizado na identificação de:

  • Otites bacteriana: nas quais é observada a presença de bactérias, tais como, cocos (Staphylococcus sp., Escherichia coli, e/ou Streptococcus sp.) e/ou bastonetes (Proteus sp. e/ou Pseudomonas sp.);
  • Otites fúngicas: nas quais observam-se leveduras (Malassezia sp. ou Candida sp.).
  • Otites parasitárias: nas quais pode-se observar ácaros do gênero Demodex sp e Otodectes cynotis.

 

Tricograma

Realiza-se a avaliação dos pelos e seus estágios. Analisa-se morfologia, crescimento e cor, como também a presença de ovos de ectoparasitas ou a presença de dermatófitos. Este exame possibilita o diagnóstico de dermatopatias como dermatofitose (micose), demodicicose (sarna), distúrbios psicogênicos e auxilia no diagnóstico de alopecias não inflamatórias como displasias foliculares e endocrinopatias.

 

Teste alérgico sorológico e intradérmico

Os teste alérgicos sorológicos (através da coleta de sangue) e intradérmico (através da inoculação de alérgenos na pele do animal) são utilizados naqueles animais onde o diagnóstico de dermatite atópica (alergia a alérgenos ambientais) já foi estabelecido. São realizados quando se deseja tratar a dermatite atópica através do uso de vacinas para alergia, modalidade esta de tratamento também conhecida como imunoterapia.
***Veja mais sobre este teste e sobre dermatite atópica no artigo: “Alergia em cães: o meu cão é alérgico a que?”

 

 Cultura micológica

Este exame é realizado a partir da coleta de pelos e crostas das lesões cutâneas, os quais são semeados em um meio de cultura específico para fungos da pele, no qual é possível observar o crescimento de fungos dermatófitos. É considerado o melhor método diagnóstico quando suspeita-se de dermatofitose, sendo superior ao método de inspeção à lâmpada de Wood e ao raspado de pele.

 

Cultura e antibiograma

Este exame permite isolar e identificar a bactéria presente nas lesões cutâneas e testar sua sensibilidade para diferentes antibióticos, para que o antibiótico prescrito seja o mais eficaz para o agente identificado no paciente.

 

 

Agende uma consultaEncaminhe um paciente
barra vesp

Principais doenças

Atopia ou Dermatite Atópica

A dermatite atópica ou alergia a alérgenos ambientais é uma doença de ordem genética, que provoca inflamação na pele e coceira constante, de variados graus de intensidade. É causada por alterações na barreira cutânea associada à hipersensibilidade a fatores ambientais como ácaros da poeira doméstica, bolores, polens, gramíneas, epitélio de insetos.
***Saiba mais sobre dermatite atópica no artigo: “Alergia em cães: o meu cão é alérgico a que?”

 

Alergia alimentar

A alergia alimentar é uma reação adversa a alimento de ordem imunológica, ou seja, ela ocorre devido a uma reação inadequada do sistema imunológico frente a um tipo de alimento e que se manifesta através de sintomas gástricos e principalmente cutâneos.
***Leia mais sobre alergia alimentar no artigo: “Entendendo a alergia (hipersensibilidade) alimentar em cães e gatos”

 

Dermatite Alérgica a Picada de Pulga

A Dermatite Alérgica a Picada de Pulga (DAPP) ou Dermatite Alérgica a Picada de Ectoparasitas (DAPE) é uma enfermidade muito comum em cães e gatos. Estes animais desenvolvem uma reação alérgica à saliva das pulgas, que desencadeia esta reação de hipersensibilidade por conter uma série de substâncias que estimulam a produção de anticorpos (componentes antigênicos).
***Leia mais sobre pulgas e como combatê-las no artigo: “Combatendo a Inimiga Pulga”.

 

Escabiose (sarna)

A escabiose é uma doença causada por ácaros, que pode acometer cães, gatos e pessoas. Nos cães é denominada Sarna Sarcóptica (causa pelo ácaro Sarcoptes Scabiei) e nos gatos, Notoédrica (causada pelo Notroedis cati. A escabiose canina é altamente contagiosa, inclusive entre espécies (pode haver contaminação de cão para cão ou mesmo de cão para humanos, por exemplo). Já a escabiose notoédrica (felinos) é de difícil transmissão entre espécies diferentes. Ambas são doenças curáveis.

 

Sarna demodécica

A sarna demodécica ou demodiciose (também conhecida como “sarna negra“)é uma parasitose de pele, de caráter inflamatório, produzida pelo ácaro Demodex canis (D. canis) no cão e Demodex gatoi no gato. Estes ácaros, que já existem em número reduzido na pele do animal, podem multiplicar-se de forma descontrolada quando a imunidade do animal está baixa, causando a sarna demodécica, que pode se apresentar nas formas generalizada e localizada.
*** Mais sobre a sarna negra no artigo: “Sarna demodécica”

 

Dermatofitose

Dermatofitoses são micoses superficiais causadas por fungos que acometem os animais domésticos como cães, gatos, coelhos, equinos, ruminantes e mais uma variedade de animais. Trata-se de uma doença infecciosa, transmissível entre os animais e também uma zoonose, ou seja, que tem o potencial de ser transmitida ao homem.
***Saiba mais no artigo: “Dermatofitose em Cães e Gatos”

 

Piodermite

Piodermite, também chamada foliculite bacteriana, é uma dermatite causada na maior parte das vezes por bactérias do gênero Staphylococcus, sendo que dentre este grupo, a bactéria mais frequentemente associada aos quadros de piodermite é a Staphylococcus pseudointermedius.
***Mais sobre piodermite no artigo: “Piodermite em cães”

 

Malasseziose

A malassezia ou malasseziose é uma infecção causada por um fungo natural da pele, o Malassezia pachydermatis. Os sintomas mais comuns são: coceira intensa, pele avermelhada ou até enegrecida (principalmente em região de virilha e axila), pele oleosa, odor forte e desagradável, caspas e crostas. É normalmente secundária a outras doenças como alergia, seborreia e doenças hormonais

 

 

 

Agende uma consultaEncaminhe um paciente
barra vesp

Responsáveis pelo atendimento

barra vesp

Artigos sobre Nutrição Veterinária

Testes Alérgicos em animais com Dermatite Atópica: quando realizar

Antes de mais nada é preciso esclarecer que os testes alérgicos, ao contrário do que muitos acreditam não são indicados para estabelecer o diagnóstico de dermatite atópica. Isso porque, os testes alérgicos são baseados na detecção de anticorpos da classe IgE, que...

Dermatite Psicogênica Felina

A alopecia psicogênica é um distúrbio comportamental que se manifesta através do arrancamento ou lambedura dos pelos, provocada por toalete (grooming) excessiva ou inadequada. Cuidados excessivos de toalete fora de contexto pode ser um...

Sarna Demodécica

A sarna demodécica, também conhecida como demodicidose ou sarna negra, é uma doença parasitária causada pela proliferação excessiva de ácaros do gênero Demodex sp na pele. Este ácaro é considerado como parte da microbiota cutânea, ou seja, todos os cães os possuem em...

Combatendo a Inimiga Pulga

O que são as pulgas? As pulgas são pequenos insetos que parasitam cães, gatos, além de outros animais. Existem várias espécies de pulgas, mas Ctenocephalides felis felis, Ctenocophalides canis e Pulex spp são as espécies de maior importância em cães e gatos,...

Dermatofitose em Cães e Gatos

Dermatofitoses são micoses superficiais que acometem os animais domésticos como cães, gatos, coelhos, equinos, ruminantes e mais uma variedade de animais. São causadas por fungos chamados dermatófitos, que são fungos queratinofílicos, que...

Piodermite em cães

Piodermite, também chamada foliculite bacteriana, é uma dermatite causada por bactérias do gênero Staphylococcus, sendo que dentre este grupo, a bactéria mais frequentemente associada aos quadros de piodermite é a Staphylococcus...

Alergia em cães: o meu cão é alérgico a que?

A dermatite atópica ou alergia a inalantes ambientais é uma doença de ordem genética, que provoca inflamação na pele e coceira constante, de variados graus de intensidade, que não só prejudica a qualidade de vida dos animais como incomoda...

Alergias: Quando o cão não para de se coçar…

Uma das principais causas de coceira nos cães e nos gatos são os processos alérgicos, que são responsáveis por mais de 70% do atendimento dermatológico. Além dos processos alérgicos, outras doenças de pele podem desencadear coceira, como...

Cuidando da Pele do seu Animal

Banhos e Demais Cuidados para manter a saúde da pele Neste post vamos dar algumas dicas para ajudar a manter a pele do seu animal sempre saudável: 1. Controlando pulgas e carrapatos: Pulgas e carrapatos além de serem transmissores de...

Conheça nossas especialidades: