Unidade Campinas: (19) 2515-3600 | Unidade Vinhedo: (19) 3876-1494 | Unidade Sorocaba: (15) 3357-6329

Olho vermelho é uma queixa muito comum entre proprietários de cães. Este é um sintoma que não pode ser ignorado e que pode ter várias causas: olhos secos, úlceras de córnea (machucados na córnea), catarata, glaucoma (aumento da pressão ocular), inflamação das pálpebras (blefarite), podendo indicar também outras doenças, como hipertensão sistêmica, problemas de coagulação ou mesmo a presença de tumores.

Uma das principais causas de olho vermelho é a Ceratoconjuntivite Seca (KCS), também conhecida como olho seco, quando ocorre diminuição ou ausência da produção da lágrima e, como consequência, a córnea e a conjuntiva ocular ressecam e inflamam.

O que acontece quando o cão tem Ceratoconjuntivite Seca?

Cada vez que o animal pisca, a sensação é de ter areia nos olhos. O organismo entende isso como uma “agressão” e tenta compensar a falta da lubrificação produzindo mais muco e gordura, já que não consegue produzir a lágrima normal, resultando em uma secreção ocular com aspecto muco-purulento. Este sintoma leva muitas vezes o clínico veterinário a confundir a KCS com a conjuntivite bacteriana.

Os riscos de um diagnóstico impreciso

Sem o diagnóstico e tratamento corretos, o organismo continua tentando se proteger da “agressão” que a falta da lágrima causa, enviando vasos e pigmento para a córnea, e com o passar do tempo podem ocupar até 100% da córnea, causando cegueira. Algumas vezes, o atrito constante das pálpebras com a córnea pode causar ulceras, que variam de superficiais a profundas, chegando até mesmo a perfurações oculares.

Como diagnosticamos a KCS

O diagnóstico do olho seco é realizado medindo-se a produção da lágrima com uma fita especial durante um minuto.

Que raças tem predisposição ao “olho seco”?

Existe uma predisposição racial, sendo as raças mais acometidas: Cocker Spaniel, Bulldog Inglês, Lhasa Apso, Shih-Tzu, Beagle, Pug, York Shire, e West Highland White Terrier. Entretanto, o olho seco também pode ocorrer em outras raças. As causas mais comuns de olho seco são doenças auto-imunes, neurológicas, induzidas por medicamentos, secundárias a doenças sistêmicas (por ex. Cinomose) ou após a remoção da glândula lacrimal da terceira pálpebra.

Qual o tratamento para o olho seco ou Ceratoconjuntivite Seca (KCS)?

O tratamento é feito à base de lubrificantes oculares e em muitos casos é indicado o uso de colírios ou pomadas imunomoduladores, que estimulam as glândulas a produzirem novamente a lágrima. A KCS é uma doença que não tem cura, tem apenas controle, ou seja, o tratamento é para o resto da vida do animal.

 

Se você e seu veterinário suspeitarem que esse possa ser o caso do seu cão, lembrem-se que vocês podem contar com os profissionais da VESP para o diagnóstico, tratamento e acompanhamento da KCS e demais patologias oftalmológicas.
Agende uma consulta Encaminhe um paciente

Outros artigos sobre Oftalmologia Veterinária:

Glaucoma: porque o olho do meu pet está vermelho?

Como falamos no artigo anterior, olho vermelho é uma queixa muito comum entre os proprietários de pets (cães e gatos) e não pode ser ignorado. Outra das principais causas do olho vermelho é o Glaucoma. Anteriormente descrito como elevação da...

Cirurgia de catarata em cães

Quem tem um cão com catarata, com certeza já ouviu alguém (amigo, parente ou, até mesmo, médico veterinário) dizer que o animal já está muito velho para operar, que não vai aguentar a anestesia, que a cirurgia não funciona e que não vale a pena. Muitos, infelizmente,...